O Montanhes

Parque Natural do Alvão

Consagrado como área protegida em 1983, o Parque Natural do Alvão estende-se entre os concelhos de Mondim de Bastos e de Vila Real.
As suas aldeias sarapintam-se com construções típica dos ambientes montanhosos de Trás-os-Montes, com estruturas de granito e xisto e telhados de colmo ou lousa, das quais Lamas de Olo e Ermelo são claros exemplos.

Pinhão

No coração de Douro, património da UNESCO, fica a lindíssima vila do Pinhão. Ao contrário de muitas outras vilas ou aldeias da região, Pinhão é relativamente recente, tendo sido fundada no século XIX. Hoje, esta pequena vila do Douro recebe milhares de turistas por ano, que chegam de barco ou no famoso comboio turístico.

Palácio de Mateus

Exemplo clássico do estilo barroco, o Palácio ou Solar de Mateus remonta ao século XVIII. A sua construção teve a assinatura de Nicolau Nasoni, cuja obra arquitetónica mais afamada é a conhecida em território nacional é a Torre dos Clérigos (Porto).

Museu de Arqueologia e Numismática

Instalado num edifício setecentista, o Museu de Arqueologia e Numismática de Vila Real abriu portas em 1997.
O seu vasto e riquíssimo espólio foi construído pela doação mecenática da coleção privada do Padre João Parente, aclamada figura académica na área da arqueologia e numismática e cuja paixão e entusiasmo culminaram na inauguração deste museu.

Parque do Corgo

Parque do Corgo situa-se nas margens do rio que lhe dá nome, e tem uma área de cerca de 33 hectares; está ligado ao Parque Florestal, um verdadeiro pulmão da cidade, e incorpora vários equipamentos: campos poli-desportivos, itinerários pedestres, parque de merendas de Codessais (equipado com grelhadores e mesas), piscinas municipais abertas, parque infantil, cafés e casas de chá; é ainda possível ver antigos moinhos, alguns deles recuperados.

Santuário de Panóias

Santuário de Panoias foi mandado construir na transição do séc. II para o séc. III pelo senador romano Caius Calpurnius Rufinus, dedicado às divindades Infernais, encabeçadas por Serápis, e às divindades dos Lapiteas, grupo étnico indígena da região.